O que é o Branding, e qual a sua importância

Afinal o que é isto do Branding? Por muito simples que a definição possa parecer, é bem mais complexa do que imagina. Um mau entendimento do conceito, pode muitas vezes ditar o fim de muitas marcas e negócios.

A definição de Branding, ainda é um pouco ambígua Para muitos Branding é apenas sobre a identidade visual – nome, logótipo, design, embalagem, etc. Mas é muito mais do que isso. Uma boa compreensão do Branding requer entender do negócio, de marketing, e até mesmo dos princípios básicos (humanos) relacionais.

Para um bom Branding é necessário compreender que uma marca ou marcas (como preferirem chamar), é um processo contínuo e incessante. As pessoas, as empresas e os mercados estão em constante mudança e o Branding tem de evoluir também, para que se consiga acompanhar estas mudanças.

E como gerir o Branding de uma marca?

É necessário, primeiro que tudo, identificar o que e o para quem. O que pretende ser para os seus clientes e seguidores? E depois criar uma estratégia da marca, de forma a posicionar-se em conformidade e mais tarde fazer uma gestão adequada.

Este posicionamento deve ser através de ativos, como conteúdos, produtos, anúncios e claro algo muito importante- a identidade visual da marca. Também será feito através de ações como serviços, apoio ao cliente, relações humanas, experiências, entre outras coisas, que mantenham o interesse daqueles que a seguem, e os levem a ter uma perceção mais clara da sua marca.

Esta perceção de marca é conhecida como reputação – o entendimento de alguém (cliente ou não) em relação à sua marca. A forma como a vê e sente. Esta ideia muitas vezes dita bons resultados ou não do Branding que foi realizado.

A opinião sobre de uma marca, não vem só dos seus clientes, mas de todos aqueles que demonstram algum interesse na mesma, podendo ser potenciais clientes, clientes existentes, colaboradores, acionistas e parceiros comerciais. Cada um deles constrói uma ideia da sua marca e interage em conformidade.

Muitos pensam que a realização de um bom Branding, só pode ser feito recorrendo a técnicas de marketing dispendiosas, e que estas só estão ao alcance das grandes marcas, por disporem do dinheiro para este tipo de investimento. Mas isso nem sempre é verdade, pois apesar dessas marcas terem verbas para trabalhar com os melhores, muitas vezes estes “fogem” ao verdadeiro sentido da marca, levando assim à descredibilização – por parte dos clients- da marca, produtos e/ou serviços que esta tem.

Um Branding permite criar e estabelecer a identidade de uma marca, fazendo com que esta se diferencie da sua concorrência e crie uma ligação forte com o seu público. Para isso não é necessário recorrer a técnicas de marketing dispendiosas, mas sim ter uma equipa que trabalhe no Branding da marca, sempre fiel ao conceito e valores que esta representa, com criatividade e aplicando de forma continuada estratégias que levem ao sucesso.

Branding é o que dá reputação a uma marca. É através deste que a marca constrói confiança. Dá propósito à marca levando-a muitas vezes em novas direções, proporcionando bons resultados e gerando um crescimento gradual do negócio e a consolidação da marca.

Com esta análise concluímos que, por muito boa e forte que uma marca seja, se enveredar por um tipo de Branding que não corresponde ao seu conceito e valores, poderá sair prejudicada. Daqui poderão advir danos como a perda de confiança perante o Publico, que já era fidelizado.

Autor

A Brand Managers > We Manage You(r) Brand dedica-se a todos os aspetos que fazem uma empresa trabalhar: parte administrativa, comercial, marketing e comunicação. Tratamos de tudo a nível administrativo, legal, comercial, de comunicação digital, para que possa só focar-se no seu negócio. Ajudamos todos os dias também, micro-empresários/as e empreendedores a compreender o mundo digital e a fazerem o melhor com os seus negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *